Vídeo Popular na TV!

Coletivos de Video Popular de SP ocupam espaço na TV – Exibição do Circuito Vídeo Popular


O projeto
é ocupar com vídeos, debates, entrevistas e produções independentes e populares de forma a atingir pessoas distintas do nosso meio através de um meio de comunicação popular que é a tv, mas que ainda deve ser “deselitizado”, e por isso a inciativa toma corpo em agir, criar e produzir, e ir além, disseminar as idéias libertárias da Rede de Coletivos de Vídeo Popular de São Paulo e as criações de cada coletivo e indivíduo. Propague, Assista e Venha somar (+_+).

O Coletivo de Vídeo Popular de São paulo em parceria com a TVT inicia em maio o programa Circuito de Exibição, que vai colocar em cartaz na TV vídeos realizados pelos grupos que integram esse Coletivo.

 

ESTRÉIA

28/05 – ÀS 16H

NA TVT

 

Qual Centro? (doc. 15Min. 2010)

Sinopse: O filme debate o projeto de revitalização da região central da cidade de São Paulo tendo como personagem os moradores de uma ocupação num posto de gasolina e toda sua luta pelo direito a moradia.

 

Realização: Coletivo Nossa Tela

 

FULERO CIRCO (fic. 50min. 2010)

Sinopse: Depois de tantos maus tratos, de viver entre os ratos, de ter que achar o absurdo legal, a Trupe Fulero Circo formada por desempregados e trabalhadores ocasionais viajou pelo Brasil para apresentar sua peça de rua “O mistério do novo”, uma investigação sobre os dias de hoje.

 

Realização: Companhia Estudo de Cena.

 

Onde assistir

Site da TVT: www.tvt.org.br

No canal 46 UHF em Mogi das Cruzes
programa circuito de exibição.jpg
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em audiovisual

:: Feira de Inovação Tecnológica Audiovisual em São Paulo

Evento na Cinemateca Brasileira vai exibir 52 protótipos relacionados à área de tecnologia audiovisual

 

De 3 a 5 de abril a Cinemateca Brasileira, em São Paulo, abriga a 1ª Feira de Inovação Tecnológica Audiovisual. O evento, que tem entrada gratuita, é resultado do edital Programa Laboratórios de Experimentação, lançado em 2009 pelo Ministério da Cultura com o objetivo de incentivar pesquisa e experimentação em tecnologias audiovisuais.

Os laboratórios Natalnet (UFRN), Winarua (UnB), LAVID (UFPB) e o Departamento de Comunicação da Universidade de São Carlos foram contemplados no edital. Cada um deles desenvolveu um projeto de excelência e mais 12 projetos consorciados com outros laboratórios, gerando um total de 52 protótipos que estarão em exibição na feira.

Entre as peças há plataformas de integração de conteúdos audiovisuais e de virtualidade imersiva e interativa e ferramentas para desenvolvimento de testes virtuais para televisão interativa.

A Cinemateca Brasileira fica no Largo Senador Raul Cardoso 207, Vila Mariana, São Paulo. A feira estará aberta à visitação de domingo, dia 3, até terça-feira, dia 5 de abril, das 10h às 22h.

Mais informações: (11) 3512.6111 ramal 237 e (11) 5084.3252.

Assessoria de Comunicação, 28/03/2011

2 Comentários

Arquivado em audiovisual

Estreia do Circuito Video Popular 2011

Estreia do Circuito de Video Poular e Lançamento da Revista às 19h30
Realização de muralismo (pintura coletiva ) a partir das 15h30 na galeria Olido. O Mural libertário será o fundo do programa de TV que os coletivos de Video Popular realizarão num canal local e online com os pacotes de exibição TVT

O coletivo de vídeo popular de são paulo inicia em março e abril deste ano o primeiro programa do circuito de exibição de vídeo popular, que vai colocar em cartaz na cidade vídeos realizados pelos seus coletivos. Cada programa fica em cartaz por dois meses com estréia no cine olido.

PINTURA COLETIVA

às 15h30 Apareçam pro Muralismo!

 

ESTRÉIA

01/03 – ÀS 19H30

CINE OLIDO

AV. SÃO JOÃO, 473

DEBATE + LANÇAMENTO DA REVISTA DO VÍDEO POPULAR

Qual Centro? (doc. 15Min. 2010)

Sinopse: O filme debate o projeto de revitalização da região central da cidade de São Paulo tendo como personagem os moradores de uma ocupação num posto de gasolina e toda sua luta pelo direito a moradia.

Realização: Coletivo Nossa Tela

FULERO CIRCO (fic. 50min. 2010)

Sinopse: Depois de tantos maus tratos, de viver entre os ratos, de ter que achar o absurdo legal, a Trupe Fulero Circo formada por desempregados e trabalhadores ocasionais viajou pelo Brasil para apresentar sua peça de rua “O mistério do novo”, uma investigação sobre os dias de hoje.
Realização: Companhia Estudo de Cena.

Deixe um comentário

Arquivado em audiovisual

Muralize!

@s Cinestésic@s Bia, Mayara, Lucas e Mateus, estiveram no ELAOPA e resolvemos então levar algumas coisas discutidas a prática, não só nós, mas companheiros de diversos outros coletivos e áreas. O blog colaborativo Arte Libertária expõe um pouco dessa prática que é o Muralismo e propõe ser um canal que reúna diversos tipos de Artes Libertárias produzidos por diversos coletivos e indivíduos, e conta a colaboração Cinestésica.

1º Muralismo de SP 

Eis ai diante da vossa vista o primeiro muro coletivo libertário no estado de São Paulo! O mural pintado numsábado dia 5/2/2011 e fica em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

(1º vem  a idéia e o muro,  juntos pois o mural leva uma mensagem transmitida num contexto, no caso há muitas escolas acerca;  Depois desenho a carvão e o contorno de preto; Ai todos pintam!)

A idéia é levar a prática algumas das trocas culturais e propostas debatidas no último ELAOPA (Encontro  Latino  Americano de Organizações Populares Autonomas) que  aconteceu no interior de SP, onde tivemos  contato com a arte  de companheirxs anarquistas do Chile e do Rio Grande do Sul.

Voltamos com a idéia de fazer nascer a cultura muralista em  SP, assim como tamém nossxs irmxos no RJ tem estado a  planejar esse mesmo nascimento no Rio, e quem sabe fazer  nascer muros pelas vilas, morros e bairros de todo Brasil?
Foi ali, numa esquina de vila, logo após levar-mos um enquadro  na primeira tentativa numa viela, mas após a bronca e a troca  de idéia nos deixaram sair com as tintas, encontramos outro  muro dessa vez com autorização do dono da casa. Muro que acabou sendo melhor que o primeiro… afinal  tinhamos na cabeça que esse seria nosso treino, e não um muralismo logo na primeira pincelada, queriamos praticar, pois nunca  haviamos feito essa arte antes… no entanto as esquinas nos surpreendem nas suas dobras, e foi nessa dita cuja dobra que apareceu a mulecada pra também empunhar pincel e tinta e participar da pintura e a comunidade, os vizinhos e o povo que passava a elogiar. E durante o processo todo uma grande troca de idéias e informações, na descoberta dos que acabavam de nos conhecer sobre o que é a proposta libertária e do muro, até a nossa descoberta de como essa arte, essa cultura do muralismo, é poderosa para interagir com as pessoas e para trocar com elas.

Esse relato demorou pra aparecer pois afinal queriamos contar detalhes do enquadro, da elaboração do desenho que foi durante a madrugada e  da realização e de todas as palavras que foram trocadas. Mas no caos da metrópole não conseguimos parar pra escrever algum relato coletivo e completo, mas atualizaremos!

Fica esse relato breve então para minimamente acompanhar as imagens, e um vídeo feito a partir de imagens que mandamos para TVT (televisão dos trabalhadores), um canal local que é dos sindicalistas do abc, porém estamos lá dentro propondo novas idéias e expondo o carater libertário das nossas ações que tem sido até então admirado pelos que lá trabalham que tem contato conosco, e nesse trabalho de contato nossa participação na construção de uma nova mídia também pode estar começando, em breve darei mais notícias aqui e no blog do coletivo cinestésicos.

A matéria com as imagens que mandamos contém umas gadfes, como o Sinestecico ( Com S e no singular) e principalmente no final quando ele crítica a pixação. Cito isso para que fique claro aos camaradas do pixo que não foi nossa obra essa fala equivocada, e que praticamos a pixação de idéias também por ai, mas é mídia, e se conseguimos expor com o muro a imagem de “A Desobediência Civil”, do “Opre$$or” e a idéia de organização popular autonoma tudo isso mais a Estrela Rubro Negra no Centro em destaque, então conseguimos a primeira hackeada num veículo de informação  que pode ser construído com nossa participação, como vem até então se mostrando nessa possibilidade.  E quem sabe, algo que nunca imaginamos ver, uma tendência libertária num canal de TV. Local. Assim como os muros. Mas é só por enquanto…

http://www.tvt.org.br/portal/watch.php?id=3956&category=183

Que fique a mensagem, pixo aqui nesse final, para que a Arte, o Muralismo, a rádio e a tv comunitária, a Net, e todas as formas e ferramentas de comunicação popular e intervenção e transformação continuem a se expandir! Pra cima!

MURALIZE!

1 comentário

Arquivado em audiovisual

Iº SARAU DE INTERCÂMBIO CULTURAL ERMELINO/ KERALUX

Dia 27 Fevereiro Domingo

Convidamos a todos a participação da grande manifestação cultural que surge por coletivos culturais da Zona Leste, levando para as ruas, a arte da cidade.

Contamos com uma programação que envolverá música, malabares, artes plásticas, cinema, dança, teatro, literatura e Cortejo de Rua .

Um pouco de informações de onde e porque o evento e o o trailer do Documentário que também será exibido Keralux

O Sarau:

surgiu no momento de planejamento da estréia

dos vídeos documentários do Projeto Keralux- câmera e ação!, como uma oportunidade de mostrar não apenas estes, mas uma manifestação cultural conjunta, necessária a quem já está estabelecido em comunidade. Tendo como apoio desde o início o Intituto União Keralux, que também busca desenvolver projetos e carrega um grande interesse nesse despertar para cultura, criamos a concepção do Sarau e aos poucos fomos unindo outros coletivos. Esses não apenas da Zona Leste de São Paulo, mas todos que produzem manifestações artísticas para as ruas. A idéia foi criando forma com intenção de realizar um Sarau Itinerante pelas periferias, mostrando que existe possibilidades de cultura para todos. Dentre as pretensões há uma vontade de se criar laços para que possamos não só conquistar espaços de cultura, mas também levar cultura a outras regiões e aqui cabe também a idéia de intercambiar, ou seja, uma grande troca cultural.

Os vídeos documentário do Projeto Keralux- câmera e ação!: As estréias dos Vídeos Documentários “Jardim Esperança”, “Oportunidades que fizeram a diferença”, “E agora Maria!” e “KERALUX”que serão apresentados no 1º SARAU de intercâmbio Cultural, consistem em: Vídeos documentários realizados pelo Projeto Keralux- câmera e ação!, com participação da comunidade.

Sendo este contemplado pelo programa de Valorização das Iniciativas Culturais da Cidade de São Paulo- Programa VAI. O projeto foi formado por três grupos de Cinema: Corja Filmes, Cinema de Guerrilha e Cinestésicos; e estudantes de Gestão Ambiental da Universidade de São Paulo (vizinha ao bairro Keralux). Juntou-se pessoas que tinham interesse de registrar a identidade da comunidade do Jardim Keralux, onde as histórias individuais da população se misturam com a do Bairro, além de serem exemplos de grandes problemas sócio-ambientais em São Paulo.

Importante ressaltar que a mais de uma década, essa comunidade vem enfrentando lutas por regularização de suas casas, assim como problemas ambientais ocasionados pela instalação irregular de indústrias às margens do Rio Tietê.

O objetivo não era só fazer um documentário sócio-ambiental sobre o Jardim Keralux, bem como realizar oficina de documentário para a comunidade despertando um olhar de dentro para fora. Assim, seus moradores poderiam ter ferramentas para se expressarem, e obterem respostas do poder público, esses que a anos negligenciam soluções a todas as situações que os moradores dessa região enfrentam. Uma forma, talvez, de “armar” uma comunidade com suas próprias opiniões, fazê-los serem ouvidos, trazer mais esperança e ao mesmo tempo mais ação, mostrar a outras comunidades o exemplo de força, união e luta que esse bairro teve para conquistar seu espaço neste grande centro urbano.

Iniciativa e Realização:

Projeto Keralux – Câmera e ação!, INKER – Ponto de Cultura Aprendendo a Perceber, Plataforma dos Centros Urbanos/ Grupo Articulador de Ermelino Matarazzo

Parcerias Institucionais

Secretaria de Cultura da cidade de São Paulo – VAI, Unicef e Instituto Ibradesc

Participantes confirmados

Ponto de Cultura Jeca Tatu – CEPPS, Final de Semana Cultural, Corja Filmes, Cinema de Guerrilha, Cinestésicos, Cine Clube Assunção, Pombas Urbanas, Cultura na Praça

Dia: 27/02/2011 – Início:16hrs

16hrs Apresentações de música, circo, teatro, dança…. (palco montado na Rua)

16hs Sala de cineclube e exposição de artes plasticas em espaço interno (INKER)

19hs Concentração para saída do cortejo de Maracatu (Praça)

20:30 Estréias dos documentários sobre o bairro

22hs Show da Banda BR

Local: Rua Bispo e Martins, s/n ( em frente ao Inker), Jd. Keralux

INTERESSADOS EM LEVAR CENAS TEATRAIS, POCKET SHOWS, CORTEJOS,                          CIRCO E TUDO MAIS. (teremos espaços internos para apresentações mais intimistas)
FAVOR ENTRAR EM CONTATO PARA FAZER PRÉ-INSCRIÇÃO

HAVERÁ AS ESTRÉIAS DOS DOCUMENTÁRIOS QUE FIZEMOS SOBRE O JARDIM KERALUX, MÉDIA-METRAGEM E TRÊS CURTAS DE MORADORES DO BAIRRO DESENVOLVIDOS DURANTE AS OFICINAS.

CONTATOS:

costtaedson@gmail.com, ou no telefone 6233-0116 (oi).
keralux.camera.acao@gmail.com

TUDO ACONTECERÁ NO BAIRRO JARDIM KERALUX./ distrito de Ermelino Matarazzo

MARQUEM EM SUAS AGENDAS, SERIA ESPECIAL APRESENTAREM ALGO OU IR ACOMPANHAR O EVENTO, ESTAMOS MOVIMENTANDO GRUPOS E PROJETOS DA ZONA LESTE, INTERESSADOS EM ESTAR NA CENA DA ZONA LESTE, QUE POSSUI UMA 

Foto: Lucas Duarte de Souza

GRANDE EFERVECÊNCIA E FORÇA.

Deixe um comentário

Arquivado em audiovisual

Artistas de Rua Protestam Contra Restrições da Prefeitura de SP

Artistas de rua protestam contra restrições da Prefeitura de SP

(Foto: Lucas Duarte de Souza/Divulgação | Publicado em 20/12/2010

Suzana Vier, Rede Brasil Atual

Cerca de 200 pessoas participaram de uma passeata pela liberdade de expressão dos artistas de rua na capital paulista. O protesto aconteceu na tarde desta segunda-feira (20), na avenida Paulista, centro financeiro de São Paulo.

Os artistas caminharam pela avenida para denunciar restrições da Prefeitura à atuação de músicos, estátuas vivas, atores e atrizes, entre outras manifestações artísticas.

A ação conjunta da Polícia MIlitar com a Prefeitura de São Paulo, chamada de Operação Delegada, estaria impedindo desde outubro que os artistas realizem apresentações nas ruas da capital paulista e recebam doações do público.

A principal reclamação dos artistas é de que foram incluídos na legislação da Prefeitura que proíbe comércio ambulante e de que policiais militares vêm impedindo apresentações, inclusive com a apreensão de materiais como Cds e DVDs dos próprios artistas.

Em nota, há duas semanas, a Prefeitura informou à Rede Brasil Atual que os artistas têm liberdade para se apresentarem, mas não podem vender produtos, nem receber por suas apresentações.

Após o protesto nesta segunda, a Prefeitura posicionou-se de forma diferente e afirmou que os artistas podem receber doações espontâneas. “Em nada se opõe ao fato de os artistas de rua receberem doações dos transeuntes durante ou após suas apresentações”.

1 comentário

Arquivado em audiovisual

Vídeos do Despejo da Ocupação Guerreiros Urbanos

Mais vídeos do despejo brutal na ocupação Guerreiros Urbanos no Rio de Janeiro, presenciado pelas cameras da oficina autonoma de produção de informação articulada pelo coletivo Cinestésicos, e por muitas outras cameras de diferentes mídias. De todos os angulos a sensação da impotência perante a truculência e a agressividade gratuita da polícia fica clara.

Vídeo I

Vídeo II

Vídeo III

parte 1

parte 2

parte 3

Deixe um comentário

Arquivado em audiovisual